domingo, 31 de maio de 2020

Fechamento de Maio/20 +8,26%


Olá a todos,
Este mês foi outro mês atípico que 2020 tem nos proporcionado, todo mês uma novidade que esta pandemia nos proporciona. Este mês o Ibov deu uma bela ajudada no aumento do valor na carteira, principalmente após a divulgação do vídeo ministerial do Bolsonaro (Valeu Moro!!! Kkk), independente do teor do vídeo, sempre me assusto como noticias e politica interferem no humor do mercado.
Este mês fechamos com um total de R$ 117.433,77, um aumento de 8,266% em relação ao fechamento de Abril.


A carteira ficou:
Tipo
%
Soma
Ação
44,45%
R$ 52.195,00
Previdência
31,39%
R$ 36.863,05
Cooperativa
9,03%
R$ 10.602,47
Fundo Empresa
5,11%
R$ 6.000,00
FIA
4,74%
R$ 5.567,25
Poupança
2,51%
R$ 2.953,00
Tesouro Selic
2,77%
R$ 3.253,00
TOTAL
R$ 117.433,77

Ações: Foi um bom mês para ações, sem muitas mudanças na carteira, comprei um pouco de Sanepar, IRB e Klabin este mês, mas que não fizeram grande diferença em % na carteira. Na relação ações previdenciárias x oportunidades acabei o mês com 78% em previdenciária, o que é um bom valor que devo ir mantendo ( 75% previdenciária x 25% oportunidade ).





Previdência: Recuperação de praticamente toda a perda de Março. Lembrando que este valor é o que se refere a minha parte, sem contar a contrapartida da empresa. Valor que eu receberia se decidisse sair do trabalho por conta própria hoje.
Cooperativa: Não está havendo recolhimento, portanto o valor se manteve parado.
Fundo Empresa: Como expliquei no primeiro post do blog este fundo é a compra de ações da empresa na qual trabalho que é feita através de um fundo dos empregados na bolsa no exterior em seu país de origem. Considero aqui apenas o valor investido do meu dinheiro. Quando chegar o próximo saldo, vou atualizar o valor, mas acredito hoje deve ser quase o dobro do apontado devido a valorização do euro + contrapartida da empresa + desconto na cotação no ato da compra + reinvestimento automático dos dividendos.  
FIA: Leve recuperação.
Na vida financeira foi isto, não tenho acompanhado muito o mercado nos últimos dias, tenho verificado a cotação das minhas ações apenas 1 ou 2 vezes por semana e acredito que isto tem diminuído a minha ansiedade, me dando mais foco para o meu trabalho. Este mês houve a divulgação trimestral de muitas empresas, acompanhei o resultado das que possuo na carteira, li um pouco sobre aquelas que estou querendo adicionar a carteira, mas sem muitas novidades. Na verdade se não fosse o vídeo o Bolsonaro acredito que o mercado daria uma bela lateralizada neste mês.
Por outro lado, tenho tomado algumas medidas para diminuir os gastos fixos mensais, que acredito que seja uma parte fundamental para IF, cancelei assinatura da TV a cabo que mal assisto, fechei minha conta no Santander onde tinha uma anuidade de quase 850 reais e verificando outras possibilidades da redução do custo fixo. Quanto ao custo variável já vem baixo devido a quarentena, mas estou analisando para verificar o que é possível ser feito.
Abraço e bons rendimentos a todos,


segunda-feira, 4 de maio de 2020

Patrimônio Ativo x Passivo


Olá,

Bom, como expliquei no meu primeiro post, eu tenho um apartamento financiado, não vejo o financiamento com bons olhos hoje dia, principalmente depois que comecei a buscar a IF, mas como não existe máquina do tempo, não temos como voltar atrás. Mas era um sonho meu e da minha noiva, portanto, estou satisfeito com o mesmo no momento. Não adianta ficar reclamando por águas passadas.

Hoje o apartamento tem um valor de mercado de R$ 400.000, isto já incluindo uma desvalorização para venda, (estes dias estava ouvindo novamente o podcast do Sr IF com a Yuka e ela comentou que as vezes casais sem filho casam e compram um apartamento grande de 3 quartos pensando nos filhos que virão, pensando lá no futuro ao invés de comprar um imóvel que te satisfaça no momento, PQP! Pensei, olha eu ai!, comprei um apê de 3 quartos onde 2 são guarda treco hahaha) deste valor há uma dívida financiada com a Caixa Econômica Federal, R$ 195.144, com uma taxa de juros efetiva de 8.4% a.a. (Não é tão ruim! Mas o ideal seria não pagar juros! Espero passar a pandemia para negociar a redução da taxa com o Itau ou Santander, já que a Caixa não costuma negociar contratos já fechados)

Farei outro post explicando o porquê de investir e não ir pagando o financiamento (será controverso!). No mínimo preciso bater os 8.4% a.a. + inflação% a.a.
Mas vamos ver o meu patrimônio total:

Investido hoje (04/05) = 110.265

Apartamento = 204.856 (A parte que me cabe caso venda e quite o financiamento com a Caixa)

Carro = 23.349 #humildão

INVESTIMENTO
REAIS
STATUS
Investimento
110.265
Ativo
Apartamento
204.856
Passivo
Carro
23.349
Passivo
INVESTIMENTO
338.470

Com estas informações há 2 indicadores que quero acompanhar pra ver a evolução do meu investimento, acredito que acompanhando eles ficarei motivado para buscar a IF.

Separando o patrimônio em passivo e ativo, considerando passivos a parte do meu patrimônio que preciso da minha renda pra manter e ativo aquele que me gera renda, caso o meu apartamento fosse alugado e me gerasse uma renda mensal, o trocaria para ativo. Hoje tenho 32.6% do meu patrimônio em ativos, a meta para este ano (2020) é aumentar este valor para 40%.

Porém caso este valor diminua será considerado algo ruim? A meu ver não, pois estarei reduzindo a dívida do apartamento, consequentemente aumentado o patrimônio passivo.



Agora vamos ao indicador que quero acompanhar mais de perto, a relação da dívida do apartamento x o valor de investimento que possuo. Ficarei mais tranquilo quando souber que tenho investimento suficiente quitar o meu apartamento caso queira (claro que sempre há a opção de vendê-lo). Hoje meus investimentos cobrem 56% do valor do apartamento. O objetivos para 2020 é aumentar este  valor para 75%.


Abraço a todos,

sexta-feira, 1 de maio de 2020

Fechamento de Abril | + 5,73%


Olá a todos!

Este é o meu primeiro fechamento mensal, sendo que o primeiro post do blog foi o resultado do que era a minha carteira no 15/04. Não houve muitas mudanças na carteira nestes 15 dias apenas o efeito do aporte e uma pequena valorização da renda variável.


Data
Valor
Taxa de Valorização
15/abr/20
 R$      101.785,03
-
30/abr/20
 R$      107.981,08
5,738%



Neste mês eu e minha noiva tivemos uma redução salarial de 25%, devido às circunstâncias que estamos vivendo acredito que está de bom tamanho, visto que muitas pessoas têm perdido seus empregos, mas isto afetará nossos aportes nos próximos meses.

Minha Carteira está:





Cooperativa, Fundo Empresa e Previdência Privada não tiveram alteração no período, elas apenas são atualizadas no dia 10 de cada mês, então aparecerá apenas no próximo fechamento.
Lembrando que este valor da PP é apenas o valor da minha contribuição, sem contar a parte da empresa.

Ações: Destaque positivo pra PETR4 que deu uma subida no período e PTBL3 que subiu bastante nestes 15 dias. Farei outro post explicando a carteira. Mais para frente escreverei um post sobre as ações na carteira.

Vale ressaltar que não é recomendação de compra.



FIA: O Alaska Black parece que ressurgiu das cinzas e começou a recuperar, então teve um aumento nestes 15 dias.

Tesouro Selic: Aumentei o valor no TD para voltar a criar a reserva de oportunidade que foi gasta em Março.

É isto, tive um aumento de +% 5,73% na carteira, especialmente devido ao patrimônio não ser alto e o aporte estar fazendo a diferença no montante.

Obrigado e até o próximo post,

domingo, 19 de abril de 2020

CVC, comprar ou não comprar?

“Alguém sempre enriquecerá mais rápido do que você. Isso não é uma tragédia.” Charlie Munger
Cada pessoa possui um perfil de investimento e não há regra de quantos % de renda variável e renda fixa manter na carteira, mas existe algo que vai te dizer se a sua carteira está coerente com o seu perfil ou não, o seu sono.
Particularmente nunca fui de perder sono por causa dos meus investimentos, muito disto se dá devido ao capital que possuo investido ainda não ser muito volumoso, mas um dia será e preciso estar tranquilo quanto a isto.
Gosto muito de analisar os fundamentos das empresas e escolhê-las por conta própria, tenho consciência de que não sou o melhor analista do mundo, mas me sinto à vontade tomando a decisão embasada nos fundamentos que analisei. Mas sempre há aquela empresa que te deixa com a pulga atrás da orelha e esta é a CVC.
Com a atual cotação com certeza a CVC atrai muito a atenção do mercado, principalmente aqueles que querem especular com o ativo.
A empresa é líder do setor de turismo no país, possuindo 25% do Market Share, opera em diversos canais, tem um grande número de lojas físicas, está bem inserida nas cidades menores e ainda por cima possui uma marca que traz confiança, sendo uma das marcas mais reconhecidas do país. 



Mas por que eu não aproveito essa baixa na cotação e não invisto em CVC? Eu sempre uso uma regra que pra mim é fundamental, eu me pergunto se ficaria com este ativo por 10 anos e se acredito que ele continuará atraente até lá.
E quando olho o business, não me sinto confortável em investir em turismo, não sei que tipo de disrupção pode haver neste mercado.
Acredito que o futuro de empresas que possuem vendas recorrentes, aquelas que precisam fidelizar os clientes, seja a criação de uma plataforma digital completa, um verdadeiro market place com pontuação, com carteira digital e outros benefícios, vamos ver se a CVC se posiciona sobre algo do tipo. Mas quem sabe o Mercado Livre que já está bem avançado nesta parte de carteira digital não entre no mercado de turismo?
Posso estar deixando dinheiro na mesa? Posso. Posso mudar de opinião? Posso. Posso me arrepender de não ter comprado antes? Não, temos que entender as nossas escolhas e conviver com elas.

sexta-feira, 17 de abril de 2020

Primeiro Post, Primeiro Fechamento

Olá a todos, 

Este é o meu primeiro post no blog e estou muito feliz por finalmente conseguir sair da estagnação e lhes escrever.

Bom, primeiro deixe-me me apresentar, tenho 29 anos, recém-completados, sou noivo, engenheiro, trabalho em uma multinacional, apesar de novo já estou cansado da corrida dos ratos. Estudei em uma boa universidade pública, fui trainee, trabalhei mais duro para crescer na corrida dos ratos, comprei um apartamento financiado com a minha noiva e estamos longe de conseguir nossa independência financeira.

Porém este já é um começo e espero que este blog me motive cada dia mais em aprender sobre o mercado financeiro para trazer informações de qualidade para todos e manter os aportes.

Quanto aos meus investimentos são realizados em conjunto com a minha noiva, eles estão divididos em Ação, Previdência Privada, Cooperativa, Fundo Empresa, FIA, Poupança, Tesouro Selic.
Ações -> Ações a meu ver, analisando o retorno histórico, é a melhor forma de rentabilizar o seu capital no longo prazo, claro, embutido o risco que isto tráz, este ativo exige que tenhamos uma gestão ativa das empresas acompanhamento os seus fundamentos durante os anos, para aqueles que querem ter a renda puramente passiva, talvez não seja o melhor ativo.

Valor: R$ 38.965,00

Previdência -> Este é o fundo de previdência privada da empresa na qual trabalho, ele tem um sistema interessante, cada x% que eu deposito do meu salário há uma contrapartida da empresa de x% +3%. Por exemplo se eu colocar 5% do meu salário a empresa coloca mais 8%. O que a meu ver é excelente, agora as contrapartidas, caso eu decida sair da empresa, só posso sacar o meu valor depositado com os juros sobre ele, em caso de demissão eu saco o meu valor + 50% do valor depositado da empresa, para pegar os 100% apenas aos 55 anos.

Portanto para fins de contabilidade, vou considerar apenas o valor do meu aporte, não o da empresa.

Valor apenas da minha participação: R$ 34.792,30

Cooperativa -> Muitas empresas possuem cooperativas de crédito para seus funcionários, ela funciona da seguinte forma, eu deposito x% do salario (em folha de pagamento), ele como uma renda fixa, além de receber participação no lucro dos juros dos empréstimos cedidos para os demais funcionários. Além disto, caso haja necessidade de empréstimo os juros são muito mais baixos que nos bancos, cerca de 0,99% ao mês, mas espero nunca ter que usar.
Valor: R$ R$ 10.602,47

Fundo Empresa -> A empresa que trabalho possui um sistema de compra de ações através de um fundo para funcionários, a mesma não é negociada na bolsa brasileira. As ações são comparadas com 30% de desconto da cotação atual da data da compra só podendo excer a opção 1 vez ao ano, devido a dificuldade de calcular devido a cotação das compras, valor atual, variação, vou considerar apenas o valor que investi apesar de saber que está bem mais alto no momento.

Valor: R$ R$ 6.000,00
FIA -> Fundo de investimento de ações, eu tenho um valor investido no Alaska Black, hoje em dia não acredito que seja um investimento interessante, não devido a ele ter caído quase 40% em Março, haha, mas devido à taxa administrativa de 2%. Cada dia mais gosto de acompanhar as minhas ações e ver como elas se comportam através da analise fundamentalista.
Valor atual: R$ 5.700,00
Poupança -> Este investimento é a nossa pequena reserva de emergência, devemos ir aumentando ele. Ah, mas por que poupança? Se acontecer algo no final de semana e precisar de dinheiro o que você faz? 
Valor atual: R$ 4.044,55
Tesouro Selic -> Esta é a minha reserva de oportunidade. A maior parte foi utilizada em março. Mas pretendemos ir aumentando ela com o tempo. 
Valor atual -> R$ 1.674,31










Mais pra frente entro mais a fundo na minha carteira de ações.

Obrigado a todos,


Abraço.

Fechamento de Maio/20 +8,26%

Olá a todos, Este mês foi outro mês atípico que 2020 tem nos proporcionado, todo mês uma novidade que esta pandemia nos proporciona. Est...